A Jornada da autoaceitação em Frozen

É muito comum conhecer pessoas que não dão muito crédito para filmes de animação ou que consideram que a mensagem deixada pelo filme seja exclusivamente para o público infantil. Mas elas podem se surpreender e perceber que não, não é bem assim.

Não estou dizendo que o filme não seja planejado para alcançar as crianças e agradar os pequenos. Não é esse o ponto desse texto. A questão é assistir uma animação percebendo que o conteúdo pode trazer lições importantes para esse momento entre a adolescência e a juventude que levaremos para a vida toda.

Em Frozen – Uma Aventura Congelante temos um filme da Disney Animation que quebrou um tabu e foi bastante elogiado por apresentar como ponto central do filme não o amor entre um príncipe e uma princesa, mas o amor entre as irmãs Elsa e Anna. Mas o que essa história contou que pode ser relevante para a juventude?

frozen1

Uma grande lição que pode ser absorvida do filme é o quão importante é a autoaceitação e o estar bem pessoal. Se pararmos para pensar no enredo principal de Frozen, toda a história se desenrola ao redor do fato de Elsa ter medo dos seus poderes e tentar reprimir seus dons. E isso é algo que costumamos fazer nesse momento da vida. Tendemos a esconder ou reprimir a pessoa que realmente somos em troca de uma falsa aceitação social.

Não é uma regra. Mas um grande número de adolescentes e jovens passam por momentos de angústia porque não se sentem a vontade com o seu próprio eu e não têm coragem de expor aspectos de sua personalidade com medo dos julgamentos que podem surgir por parte do meio onde estão inseridos.

Elsa, seu poder aumentará muito. Existe beleza nele, mas também grande perigo.

- Pabbie

frozen 2

Essa frase é muito interessante porque quando Pabbie diz isso, parece que Elsa só escuta a parte do perigo e não a da beleza. E isso faz com que ela sinta bastante medo. E o medo enclausura, paralisa e nos torna refém em um lugar duro, triste e frio. Talvez se Elsa tivesse focado em trabalhar seus poderes ao invés de tentar os esconder, ela tivesse encontrado algo maravilhoso e que pudesse fazer bem para ela e para quem está ao redor.

frozen 3

Muitas vezes nos prendemos dentro de nossa própria tempestade de neve e não escutamos as pessoas que estão ao nosso redor. Por mais que os convidados do baile estivessem chocados e julgando Elsa pela maneira desordenada e agressiva que os poderes dela se manifestaram, ela não conseguiu ouvir e entender que Anna a apoia e a aceita exatamente como ela é. E é preciso que toda a jornada do filme aconteça para que ela entenda que Anna a ama por completo e sem preconceitos.

É comum falar de autoaceitação quando se trata do assunto homossexualidade, já que é um assunto tão complexo e tão estigmatizado na sociedade. O que não é comum é evidenciar que isso pode dizer respeito a outros aspectos e questões enfrentadas pelo adolescente e pelo jovem e que o mais importante é se sentir bem. Aceitar os defeitos, os aspectos peculiares, as características engraçadas e as qualidades que temos é o primeiro passo para que nos tornemos adultos melhores, mais confiantes e seguros de quem somos, do que queremos e aonde desejamos chegar.

frozen4

Não é fácil e para alguns é ainda mais difícil, mas esse caminho é a trilha mais segura para chegar a ser feliz com a pessoa que nós somos. Assim como acontece com a Elsa no final do filme.

Entre para o nosso grupo no Telegram
Participe de sorteios EXCLUSIVOS colocando seu e-mail abaixo:

Nerd: Gabryel Oliveira

Share This Post On