Ana Giese | Redatora

IMG_4438

Desde muito nova, eu e minha prima (praticamente uma irmã, crescemos juntas, acompanhando e compartilhando cada uma de nossas paixões nerd), adorávamos ler aqueles livros de um real, vendidos em feiras e que contavam histórias como a dos Três Porquinhos, Rapunzel, etc. Tínhamos milhares deles!

Além de passar horas em frente à televisão assistindo desenhos. Sempre que chegávamos da escola mais cedo, corríamos para assistir A Caverna do Dragão e Dragon Ball Z.

Com o passar dos anos as coisas não mudaram, na verdade, os amores apenas se tornaram mais amplos. Isso, porque vieram as extensas maratonas de séries, as diversas idas ao cinema e os livros se tornaram vitais, assim como a música. Sempre gostei daquilo que me fazia viajar para outras dimensões, conhecer outras histórias e pessoas, mesmo que fictícias, de fantasiar, esquecer onde estava e o que acontecia ao redor (uma via de escape da nossa mente barulhenta e da rotina corrida em que vivemos hoje). Atualmente, não fico, um dia sequer, sem ouvir música, e gasto o que posso, de dinheiro e de tempo, com livros. Afinal, tem coisa melhor?

Os jogos são as únicas coisas que sempre gostei pouco (pelos menos os games que requerem algum tipo de aparelho, meu forte eram e ainda são os de tabuleiro. Com poucos primos, não tinha o contato com os demais tipos, e preferia brincar com bonecas e os carrinhos do meu pai). Toda vez que me deparo com algum, jogo um período curto de tempo, geralmente, uma ou duas semanas e já perdeu a graça. Não tenho a paciência necessária para evoluir minha habilidade e sou uma péssima perdedora hahaha.

 

Nerd: Ana Giese

A louca com compulsão obsessiva em comprar livros e estudante de jornalismo! Que ama Harry Potter, se apaixona constantemente por personagens fictícios e passa 14 horas assistindo Netflix. Pelo menos sabe precisar de uma visitinha ou duas ao psicólogo!!

Share This Post On