Annabelle 2: Um terror fraco e oportunista

A franquia Invocação do Mal é uma das mais rentáveis do cinema atual. Não apenas do cinema de terror, mas do cinema de forma geral: custam pouco, faturam muito e têm uma legião de fãs. E o sucesso também é critico: a exceção do spin-off Annabelle, de 2014, a crítica segue ovacionando a franquia iniciada em 2013 por James Wan.

Annabelle3Mas enquanto Invocação do Mal 3 não chega, o estúdio quer explorar o material que têm nas mãos até o último momento e já que a boneca Annabelle é um sucesso, porque não contar a sua origem? Annabelle 2 – A Criação do Mal se passa antes do primeiro filme.

Na verdade, conta porque Annabelle virou essa boneca demoníaca e toda a mítica por trás. Portanto, quem não viu o filme de 2014, pode ver este tranquilamente.

O filme conta a história de um homem que trabalha na fabricação de bonecas (muito pertinente isso), mas perde a sua filha. Doze anos depois, ele decide abrigar um grupo de garotas órfãs em sua residência, mas logo coisas estranhas começam a acontecer, sobretudo com a pequena Janice, que é cadeirante.Annabelle4

Annabelle 2 é um dos piores filmes do ano e só está pegando carona na safra alta que temos dos filmes do gênero, além de questionar a inteligência do espectador em momentos previsíveis e que não assustam ninguém. Ao contrário, no cinema em que foi exibido o filme, a plateia sorriu em momentos que deveriam ser aterrorizantes.

O primeiro Annabelle não era nenhum primor em questões de roteiro, atuações ou qualidade do filme, mas, ao menos, ele conhece seu público e soube misturar o climão terror-pipoca, mas este aqui piora o que poderia ser interessante.

Toda a história da filha perdida e das meninas do orfanato poderiam ser uma metáfora ou plano de fundo para um conto de terror nos moldes até de seu “irmão” do gênero, Brinquedo Assassino (vale lembrar que, no segundo filme do Chucky, o menino Andy Barclay vai morar em um lar adotivo), mas ele esconde o fraco terror e fraca história em sustos falsos e firulas que não chegam a lugar nenhum.

Annabelle2

Os sustos são raros e as cenas de terror só aparecem nos momentos finais – e são mal feitas. Quem reclamou de Annabelle Wallis do primeiro filme era feliz e não sabia: aqui há uma péssima escolha de elenco, em atuações fraquíssimas, sobretudo do grupo de garotas – a única que se esforça é a própria Janice. Até Miranda Otto está perdida por aqui.

Há um plot twist interessante relacionado à filha do dono da casa e com todo o arco da maldição da boneca que até chega a surpreender. Foi uma maneira de dar um pouco de surpresa a este filme descartável, não foram poucas as pessoas que reagiram de forma positiva neste momento. E por isso, recomenda-se que evitem spoilers.

Annabelle 2 bebeu na fonte de Rogue One – Uma História Star Wars em seu desfecho, faz um trabalho de fan service que não deve agradar nem mesmo os fãs da franquia ou de terror.

É um desastre cinematográfico e só merece consideração pelo esforço da protagonista e do plot twist, o que é pouco para um filme de 90 minutos. Que venha Invocação do Mal 3.

Nota-do-crítico-1

Entre para o nosso grupo no Telegram
Participe de sorteios EXCLUSIVOS colocando seu e-mail abaixo:

Nerd: Raphael Brito

Share This Post On