Como fiquei depois de “Como Eu Era Antes de Você”

Fala Khalasar, beleza?

Há alguns dias tive o prazer de ser convidado para a cabine de imprensa de “Como Eu Era Antes de Você“. Devo admitir que até então, eu não estava dando muita moral pro filme, a não ser por poder ver a minha querida Daenerys Targaryen, Primeira de Seu Nome, Nascida da Tormenta, A Não Queimada, Khaleesi dos Dothraki e todos os mais 119 títulos Emilia Clarke.

E devo dizer que sai encantado com o filme. Não, não é perfeito, e até acho que algumas coisas poderiam ser um pouco melhor contadas, mas sempre acabamos caindo na velha máxima de que quando é realizado uma adaptação sempre corremos o risco de perder algo. Algumas coisas ficam corridas demais, outras ficam de fora. Mas não quero me concentrar no que poderia ser… e sim no que foi!

Antes de tudo, devo falar sobre Emilia E Sam! Que casal adorável! Emília está linda como Louisa, e mostra que realmente é uma atriz de primeiro escalão. Sua personagem tem uma força diferente da força que ela tem que demonstrar como Daenerys. Lou é doce, mas ao mesmo tempo natural e sem medo de dizer verdades ao mal-humorado Will. Este que é brilhantemente interpretado por Sam Claflin e consegue expressar com maestria a mudança drástica enfrentada por Will.

como eu era antes de voce

A trama é recheada com cenas de humor, mas não aquele humor forçado de muitas comédias românticas (até porque, não é nenhuma comédia romântica). Mesmo que Lou seja naturalmente desastrada e isso provoque momentos de descontração, sempre existe uma tensão no ar devido a condição, aliás, ao jeito de enfrentar a nova vida de Will.

Alguém que gostei muito de ver também é Charles Dance, que tem poucas cenas, mas demonstra que é um monstro (e não no mesmo sentido de Tywin Lannister).

Algo que achei interessante é a forma como várias tipos de relacionamentos são mostrados. Não se resume ao flerte romântico dos protagonistas, mas também as interação mãe-filho, pai-filho, pai-mãe, pai-filha, mãe-filha, irmã-irmã e por aí vai. Todas são muito bem aproveitas e ajudam na construção de nosso entendimento de como Lou e Sam se relacionam, cada um tendo seu background muito bem montado.

comoeueraantesdevoceJo Jo Moyes deve ter um pézinho na escola de Nicholas Sparks, então nem preciso dizer que você deve se preparar para chorar, e não somente no final (como todo romance deveria nos arrancar lágrimas), mas durante alguns bons momento durante toda a história contada.

Não sei dizer o motivo, mas uma coisa que não saia da minha cabeça era: como eu gostaria que todo mundo que disse se apaixonar por Christian Grey aprendesse de verdade o que é um amor com Sam: amor pelo outro e por si próprio. Sei que não tem como comparar as histórias, mas não consegui parar de pensar nisso. Talvez porque uma história é baseada em entrega, e a outra em posse.

Eu não li ao romance, mas acredito que pelas pesquisas que fiz, o filme tentou se manter bem fiel ao seu roteiro original.

E se preparem, pois logo vem “Depois de Você”!

Quase me esqueço: quando eu digo que a trilha sonora de um filme pode ser responsável por 50% do sucesso do filme, muita gente não acredita. Mas esse é um exemplo! Prestem atenção em como CADA música casa perfeitamente com as cenas. Sem mais.

Nota-do-crítico-4

Nerd: Carlos AVE César

EXAGERADO! Jogado aos seu pés, eu sou MESMO EXAGERADO! Filho único, egoísta, mimado e mal-humorado. Produtor de Eventos, Engenheiro de QA e butequeiro! Buscando CONHECIMENTO, com cachorro-quente e guaraná. Também sou a personificação da Vingança! Twitter: @ONovoNerd Facebook: http://www.facebook.com/carloscesarcarvalho

Share This Post On