Dica de anime 35 | Bakemonogatari

Olá queridos, depois de um hiato de 5 meses voltamos com as nossas dicas de anime. A partir de agora a coluna será quinzenal e não mais semanal, assim dá tempo de ver os animes, escolher os melhores e escrever um material de qualidade. Falando em qualidade hoje indicarei um dos meus animes favoritos, tenho certeza que será um dos melhores que você verá na vida.

bakemonogatari_post_top

Bakemonogatari é parte de uma série de animes baseado numa série de light novels chamada Monogatari Series (escrita por Nishio Ishin e ilustrada por Vofan). Bakemonogatari não é cronologicamente a primeira obra desta série, mas foi o primeiro anime feito. Esta obra é diferente de tudo que você já viu na vida, tenho certeza.

A obra possui uma narrativa intimista, mais lenta, toda entrecortada com pequenas interrupções (que parecem muito inserções de mensagens subliminares), digressões, muito distante das costumeiras obras de ação que dominam o mercado, a palheta de cores é chapada, dá a impressão de sobrenatural, que é o tema da obra. Este sobrenatural está ligado às tradições japonesas, o que cria um clima de estranhamento para o espectador ocidental, que é reforçado pela trilha sonora ruidosa e atonal.

Os episódios não são muito lineares, estão cheios de idas e vindas, flashbacks e pausas narrativas, a própria obra é subdividida em 5 “sagas” diferentes, cada uma dessas sagas possui sua própria abertura, inclusive as músicas mudam. As animações de abertura e as letras das canções são repletas de elementos das histórias que estão sendo contadas.

O anime é cheio de detalhes visuais que muitas vezes passam despercebidos. Um exemplo é uma cena no 12º episódio onde as personagens estão dentro de um carro e a imagem dos postes de luz “passando” rapidamente na janela do carro remetem a uma imagem da abertura do episódio, que por sua vez remete a um elemento do relacionamento das personagens, tudo isto enquanto as duas personagens conversam sobre este relacionamento. Esta mesma cena é repleta de elementos sexuais que rimam com a conversa e o gestual das personagens, é um trabalho simplesmente brilhante.

bakemonogatari_post_last

As personagens realmente parecem pessoas de verdade, não são perfeitas, possuem seus defeitos aflorados. Angústias adolescentes tão comuns em outros animes aqui são pano de fundo, mas são mais bem trabalhados do que na maioria das obras que já vi. As relações familiares são também um ponto central e são muito bem trabalhadas, com seus desenvolvimentos dando o tom das personalidades das personagens, como costuma acontecer no mundo real.

O protagonista, Araragi é um jovem prestativo e estranho, o plot o leva a se envolver com diversas personagens femininas, deixando dúbias várias das interações, uma mecha de cabelo dele fica sempre se movimentando e subindo, numa clara alusão à excitação adolescente de Araragi ao interagir com as meninas. Não é como se ele fosse tarado, a obra simplesmente retrata como um adolescente normal, portanto essa descoberta da sexualidade faz parte, mas nunca descamba pro fan service.

Não entrarei em detalhes das outras personagens, para não dar spoilers desnecessários, mas precisamos falar de Senjougahara! a personagem mais popular da obra não o é por acaso, com uma personalidade no mínimo problemática ela é uma representante ideal do que podemos chamar de tsundere, uma personagem que é ao mesmo tempo bonitinha e desagradável. Senjougahara (junto com a Taiga de Toradora) é a tsundere prototípica, suas atitudes beiram o sadismo, mas mesmo assim é impossível não adorá-la.

Bakemonogatari possui apenas 15 episódios e não está disponível em nenhuma plataforma de streaming online, portanto você terá que procurá-lo em sites de downloads, mas o trabalho vale MUITO a pena.

Não esqueça de se inscrever na nossa Mail List colocando seu e-mail abaixo!

Nerd: Arthur Malaspina

Arthur Malaspina é professor de português, nerd irrecuperável e humorista ocasional. Também não consegue se manter longe de discussões, seja na vida real, seja na internet. Tem opinião formada sobre praticamente tudo no mundo... mas não se preocupem, fica mais legal com o tempo. Co-proprietário do blog Han Atirou Primeiro (hanatirouprimeiro.blogspot.com.br). Twitter: @arthurskywalker

Share This Post On