Dica de Mangá: Dragon´s Dogma Progress é true RPG!

Fala Khalasar, beleza?

No último mês, a Editora JBC me enviou um de seus lançamentos: Dragon´s Dogma Progress!

dragons dogma progress carrollFiquei meio surpreso com isso porque eu me lembrei do jogo, para Playstation 3, chamado Dragon´s Dogma o qual eu tenho e, claro, nunca joguei (aquele tipo de coisa que você compra na empolgação da Black Friday e aí fica parado na sua estante). Logo, não sei dizer se a história contada no mangá tem alguma relação com o jogo.

Antes de tudo devo confessar algo: eu NUNCA havia lido um mangá na minha vida! Pois é, até a minha esposa já tinha lido um mangá e eu não! Logo qual foi a primeira coisa que fiz? Comecei lendo pelo lado contrário, mas ainda bem que tem o anti-burro! Vergonha passada, iniciei a história que, já posso adiantar, gostei muito!

Dragon´s Dogma é uma história que será contada em apenas 2 volumes (aloooooou JBC, manda o número 2 pra mim!) e isso já me deixou bastante feliz, porque ultimamente não ando com tempo (e paciência) para acompanhar histórias muito grandes (a não ser que seja algo que realmente chame minha atenção).

A história conta sobre a saga de Carroll, um jovem que depois de ter o coração arrancado se transforma no “Desperto” e tem a missão de enfrentar um dragão. Essa é a premissa básica da história e tudo que vou contar a vocês sobre o enredo, para não estragar a experiência.

dragons dogma progress dragaoO que eu quero mesmo dividir com vocês é a sensação de estar lendo a narração de partida de RPG. Bem na verdade,  a narração de um jogo de um RPG eletrônico, pois alguns nomes e termos usados obviamente coisas usados nestes tipos de jogos, até mesmo as regras e limitações, como por exemplo não poder levar mais do que 3 NPCs com você pela aventura. O NPC no caso são chamados de peões na história.

Ao mesmo tempo que isso é legal, pois te deixa meio familiarizado com os termos que você conhece, acaba sendo meio limitante. Você acaba pensando: porque raios ele tem que escolher se vai levar tal ou tal peão? Em uma história de verdade, ele levaria tantos quantos quisessem.

Não sei foi a intenção dos roteiristas era deixar essa sensação no leitor de estar acompanhando um jogo, mas pra mim funcionou muito bem. Me senti muito confortável com o desenrolar da história, mesmo ela sendo “simples”. Digo simples pois ela não exige que o leitor fique pensando em detalhes. Ela é muito direta, rápida e sem enrolação.

Se você ama histórias medievais, RPG e mangá é uma bela combinação!

dragons dogma progress elizeCuriosidade: por ser baseado e ter a supervisão da CAPCOM, acredito que eles quiseram fazer uma homenagem ao clássico Street Fighter, já que uma das personagens é a encarnação da CAMMY!

Entre para o nosso grupo no Telegram
Participe de sorteios EXCLUSIVOS colocando seu e-mail abaixo:

Nerd: Carlos AVE César

EXAGERADO! Jogado aos seu pés, eu sou MESMO EXAGERADO! Filho único, egoísta, mimado e mal-humorado. Produtor de Eventos, Engenheiro de QA e butequeiro! Buscando CONHECIMENTO, com cachorro-quente e guaraná. Também sou a personificação da Vingança! Twitter: @ONovoNerd Facebook: http://www.facebook.com/carloscesarcarvalho

Share This Post On