Homem-Aranha e a receita de sucesso de uma nova geração de super-heróis

Confesso que não me julgo digna da alcunha “fã de quadrinhos”. Afinal, não acho que me qualifico como fã “de quadrinhos” quando o único quadrinho que verdadeiramente AMO (e precisaria de mais algum?) é a Turma da Mônica. No entanto, tenho um carinho especial por filmes de super-heróis, apesar de dificilmente conhecer suas histórias originais. Ontem, tive a oportunidade de assistir ao lançamento da versão 3.0 de um super-herói da Marvel, Homem-Aranha: De Volta ao Lar, de onde saí gritando “best movie ever”. Tá, não é o melhor filme do mundo não, mas não achei um exagero tão grande assim.

Homem-Aranha De Volta Ao Lar - deal with it

O novo filme do Homem-Aranha é MARA. #DealWithIt #DancinhaDaVitória

Homem-Aranha: De Volta ao Lar

O filme da Sony se passa no universo da Marvel e, na minha opinião, a versão repaginada finalmente acertou o ponto e brought it home. Tendo testemunhado o Homem-Aranha de Tobey Maguire e de Andrew Garfield – que, apesar de terem emplacado e terem tido bons resultados de bilheteria no geral, não me impressionaram tanto quanto “De Volta ao Lar” -, foi inacreditável assistir ao reboot do super-herói, agora finalmente no tom certo da nova geração de sucessos do Universo Marvel. Se você parar para observar os últimos filmes de super-heróis, sejam do Universo Marvel ou não, você vai concordar comigo que há uma “fórmula infalível” para sucessos de bilheteria e heróis cativantes e representativos da realidade do público atual. E foi muito legal ver essa fórmula aplicada a esse personagem. Também, não era pra menos: com o sucesso da trupe dos Vingadores, o pobre Homem-Aranha virou meme por ser deixado de fora. Virou o Xaveco do Universo Cinematográfico da Marvel, com sua eterna síndrome de secundário.

Homem-Aranha De Volta Ao Lar - this is not a hug

“Não era um abraço, só estou abrindo a porta pra você” #oops

Com a escalação de Tom Holland, uma pegada mais moderna e um roteiro maravilhoso (com adaptações que provavelmente causarão chiliques nos fãs puristas do herói), ouso dizer que ainda veremos bastante desse Homem-Aranha 3.0 (“third time’s is a charm”!).

Muitas, MUITAS Participações Especiais

Homem-Aranha De Volta Ao Lar - wow olha quem é

“Ih, olha quem é!!!”

O filme conta com muitas participações especiais, o que torna ainda mais divertida a experiência de assistir ao filme (Inclusive, quando sair na Netflix, sugiro transformar isso em um drinking game :P). Com aparições de atores de séries como Breaking Bad, Better Call Saul, American Crime Story, Community, Orange is the New Black e The O.C. (há, quero ver quem adivinha essa!), o filme também traz uma estrela da Disney e as presenças ilustres de diversos personagens queridinhos da Marvel, como Capitão América, Tony Stark, Happy Hogan e Pepper Potts. Claro que também teve Stan Lee batendo cartão. xD

Homem-Aranha: o que esperar?

O filme tem um ritmo e uma narrativa muito divertidos. Você pode esperar gargalhadas frequentes e reviravoltas chocantes nesse filme – principalmente na hora em que você se tocar sobre a vida pessoal do vilão Vulture. :O Não há ensaio que preparasse você pra essa, Peter.

Os fãs dos quadrinhos podem se incomodar com a falta da Mary Jane, mas parece que os planos para a versão 3.0 de MJ é transformá-la de verdade – até no nome. (Assista pra entender.)

A história mostra a batalha interna de Peter Parker para amadurecer como pessoa e herói – e conquistar a atenção e o tempo de sua (será?) figura paterna, Tony Stark. Enquanto os Vingadores estão ocupados cuidando de sua logística profissional, Peter luta contra um vilão local que tem planos bem ambiciosos de fazer uma fortuna em cima de espólios tecnológicos.

Homem-Aranha De Volta Ao Lar - vilão Vulture

Se você for igual a mim, vai sair do cinema odiando a fuça do Michael Keaton… xD

Foi bem interessante ver Michael Keaton como vilão. E a atuação foi mara: estou simplesmente odiando o cara agora – para mim, sei que a atuação foi eficaz quando associo a cara do ator ao personagem de tal forma que não importa se o cara foi o Batman, eu simplesmente não estou suportando a fuça dele agora, que personagenzinho irritante! xD

Também temos o combo clássico de ação na medida certa + par romântico. Mas não se apegue à mocinha não: ao que tudo indica, o próximo filme (sim!) pode explorar novas possibilidades amorosas para Peter Parker. Também temos o clássico melhor amigo, que faz as vezes de sidekick/comediante/wingman (esse garoto é o máximo! xD). Já te convenci?

Momento Fangirling: Meu pedido de desculpas à moça do meu lado

Vou fazer uma confissão constrangedora, mas minha vontade de compartilhar essa curiosidade com vocês é maior do que minha vergonha não-alheia.

Homem-Aranha De Volta Ao Lar - espere revelações

Espere, pelo menos, uns 3 momentos desse.

Gente, o filme é simplesmente o máximo. Em diversas vezes no filme, me peguei reagindo com risadas, queixos caídos, palmas, a p*rra toda. Principalmente no final do filme, que tem tipo umas 3 reviravoltas quase que seguidas, antes mesmo de você ter tempo de respirar. E QUE SATISFAÇÃO esse final, hein?! Aquela coisa que você fica torcendo pra acontecer logo e os filmes tendem a explorar aquela lenga-lenga ao máximo (não, aqui é band-aid arrancado e pronto!). Mas nenhuma reação minha foi tão extrema quanto quando me deparei com a seguinte frase: “Screenplay by Jonathan Goldstein and John Francis Daley”. Nunca vivenciei uma experiência tão perfeita para utilizar a infame hashtag “#BERRO”.

Eu literalmente soltei um grito, apontei pra tela e bradei aos quatro ventos “Ah!! John Francis Daley!!”. Não só quase infartei a moça sentada ao meu lado (desculpa, moça!!!), como NINGUÉM entendeu minha animação. #xatiada Vamos lá, vou traçar uma rápida árvore genealógica de referências de TV e cinema pra você entender a surpresa orgásmica que eu tive naquele momento.

John Francis Daley é ninguém mais, ninguém menos, que o saudoso Sweets, de Bones (não, eu ainda não superei, viu, roteiristas de Bones?! #hunf), que também fez o Mitch em A Hora do Rango (com Ryan Reynolds, sim, o Deadpool), também conhecido por seu papel FOFÍSSIMO como Sam Weir em Freaks and Geeks (sim, aquela série que praticamente lançou James Franco, Seth Rogen e Jason Segel – tem na Netflix, de nada!). Também de Freaks and Geeks, temos Martin Starr, que fez o professor que leva os alunos ao Decathlon (bem que eu conhecia a cara dele de algum lugar). O mundo é pequeno, né? :P

Homem-Aranha De Volta Ao Lar - John Francis Daley

“Danem-se vocês todos, vou ser roteirista!” #VoltaSweets

Daley aparentemente saiu de Bones para seguir a carreira de roteirista e, é claro, como boa fã, desejei muito sucesso mentalmente e mandei ótimas energias de prosperidade pro rapaz. Mas, após assistir ao seu filme Férias Frustradas, com roteiro de mesma parceria, confesso que minhas perspectivas pra Daley deram uma bela piorada. Eis que, em Homem-Aranha: De Volta ao Lar, me surpreendo com um filme simplesmente maravilhoso, com um roteiro que combina humor e ação ao ponto de (ouso dizer, sim, sou ousada!) parecer um Deadpool kid friendly. Sim. Sério. Assistam.

Licença para Spoiler: dicas para quem gosta de dicas

Não está convencido do quanto Homem-Aranha: De Volta ao Lar é merecedor de sua presença na sala de cinema? Bem, que tal comparecer pelas cenas extras? Para os amantes de spoilers, aqui vai uma informação valiosa para você tornar sua experiência cinematográfica ainda mais completa: o filme conta com duas cenas especiais nos créditos, sendo a segunda ao final MESMO dos créditos. Para saber se você assistiu tudo, digamos que você só está liberado para sair após receber uma aulinha do Capitão América. Valeu, prófi. #JustALittlePatienceYeah #SpiderManWillReturn

Welcome home, Spidey

Para fechar, preciso dizer que estou bem empolgada com essa repaginada que deram ao Homem-Aranha. O herói ficou juvenil sem ficar idiota (embora haja controvérsias), o humor ficou divertido sem ficar pastelão e a ação ficou interessante sem ficar cansativa, além de umas três boas surpresas ao longo do filme – e o drinking game das participações especiais! Também vale considerar o quão real e representativo ele ficou: a busca pela validação da figura paterna, a luta pelo reconhecimento, a dificuldade em encontrar seu lugar no mundo, a transição da infância para a vida adulta e uma lapada de realidade aqui e acolá. Quem nunca? #SomosTodosPeterParker

Homem-Aranha De Volta Ao Lar - make me an avenger

Será?…

E, para mim, não poderia ser mais satisfatório testemunhar a ascensão (até certo ponto, né, vamos ver se vinga xD) do até então secundário Homem-Aranha como personagem merecedor dos holofotes. A receitinha de sucesso aplicada neste filme promete continuações ótimas. Melhor do que isso, só se o Xaveco ganhar sua própria revistinha. #MeDeixaSonhar #VaiMaurício #NuncaTePediNada

Foi assistir ao filme? Conta pra mim o que achou nos comentários aqui embaixo! E, se você tiver insights a acrescentar quanto aos quadrinhos, ajude a coleguinha desinformada aqui comentando abaixo. Valeu a leitura e partiu pipoca!

 Entre para o nosso grupo no Telegram

Participe de sorteios EXCLUSIVOS colocando seu e-mail abaixo:

Nerd: Analuísa Bessa

Analuísa (tudojunto) Bessa. Freelaholic, terapeuta holística, nerd inveterada e colecionadora de revistinhas da Turma da Mônica (é isso aí mesmo, porque estar chegando aos 30 NÃO vai me limitar).

Share This Post On