This Is My Love Eun-Dong é um novelão que merece ser visto

This Is My Love Eun-Dong é uma série sul-coreana que foi lançada em 29 de maio de 2015, e que agora está disponível no extenso catálogo de K-dramas (ou dorama) da Netflix.

Depois de Oh My Ghost, foi difícil voltar nas vibes dos dramas coreanos. Se você leu a resenha que fiz sobre a tal série, ou se o assistiu, vai entender do que estou falando.

This Is My Love Eun-Dong não conseguiu tirar Oh My Ghost do primeiro lugar da minha lista de favoritos, mas com certeza pode entrar nela.

Na sua juventude, Ji Eun Ho (Baek Sung Hyun) se apaixonou perdidamente por Ji Eun Song (Yoon Se Hee), mas o amor verdadeiro deles não conseguiu sobreviver as circunstâncias desoladoras que os separou. Vinte anos mais tarde, Eun Ho (Joo Jin Mo) ainda sente borboletas no estomago por seu primeiro amor, apesar de toda a sua fama e fortuna como um ator muito popular. Será que um encontro por acaso com Eun Don (Kim Sa Rang) curará o coração de pedra de Eun Ho ou será que a segunda chance dele no amor também já passou?

 

O poder do destino e do amor

Diferente de Oh My Ghost, This Is My Love Eun-Dong (ou Beloved Eun-Dong para os mthis is my love post 4ais íntimos) não envolve nenhum tipo de elemento sobrenatural na trama. Em vez disso, fala muito sobre o destino, e o poder do amor.

A trama conta a história de Eun-Dong Ji, uma garota muito pobre de treze anos que um dia quase é atropelada por Hyon-soo Park, um jovem rebelde e inconsequente de dezessete anos. Depois do primeiro encontro os dois passam a cultivar uma amizade muito fofa onde ela acaba transformando Hyon-soo Park em um garoto mais disciplindo e gentil.

Com o tempo, a amizade leva a um crush, mas é aí que o destino entra em ação e os dois acabam se afastando. E a história segue cheia de encontros e desencontros, tanto dos personagens principais quanto dos familiares e amigos a volta deles, mas os amantes desafortunados sempre voltam a se encontrar.

Pensa numa história trágica

Antes de mais nada, essa parte vai ter spoiler, sim! Então, se você não quer saber nada mais sobre a trama, pode ir parando por aqui.This is my love post 3 (1)

Me atrevo a dizer que nunca chorei tanto com um K-drama. A última vez que algo me impactou tanto assim, foi a versão anime de Orange. Mas esse drama foi feito para te fazer chorar desesperadamente.

Para encontrar sua amada novamente Hyon-soo Park, agora ator famoso com o nome de Eun-ho Ji, procura por um escritor-fantasma para contar a história de seu primeiro amor na esperança de encontrá-la novamente. Nosso sofrimento começa quando descobrimos que a pessoa responsável por transcrever a história, e quem ouve todos os áudios mandados por Eun-ho Ji é ninguém menos que Jung Eun-seo, seu primeiro amor que, depois de um acidente, acabou perdendo a memória, casou-se e teve um filho com seu atual marido. Me fala se já não é de começar a chorar?!

O ponto especial deste drama é a This is my love post 3 2intensidade em que o amor é mostrado, tanto dos protagonistas quanto dos familiares. Temos um relacionamento muito intenso entre Ra-Il, filho de Jung Eun-seo e seu atual marido.

Aqui tudo é muito intenso, e também é beeeem lento. O que me leva ao próximo ponto.

Cada episódio é uma década e a ‘vilã’ é quase insignificante

Um dos pontos negativos a se dizer de My Love Eun-Dong é o tom arrastado que a narrativa toma a partir do momento que somos apresentados para a nova Eun-Dong (ou Jung Eun-seo calma que você se acostuma com a mudança dos nomes). Cada episódio tem mais ou menos cinquenta minutos, mas parece muito mais. Entendo que o formato de dramas sul-coreanos é diferente das séries que costumamos assistir na Netflix e talvez seja apenas uma questão de costume, mas meu Deus como demorou para começarem os conflitos de verdade.

O segundo ponto é a vilã que resolveram introduzir na história quase que desnecessariamente na minha opinião. A personagem é completamente superficial e o não sabemos o motivo de ela querer estragar a vida de Jung Eun, a não ser o fato de ela mesma ser apaixonada pelo nosso protagonista e não ser amada de volta, o que é um motivo extremamente raso, no mínimo. Ela só é essencial para a trama no momento em que gera uma crise na carreira de seu crush, que acaba refletindo também na vida de Jung Eun e seu filho, mas o tal conflito é resolvido até que rápido. A ‘vilã’ tem um papel tão pequeno que nem me lembro do nome dela ¯\_(?)_/¯

A química do amor

This is my love post 1

O encontro dos amantes acontece em 1995, 2005 e 2015. Para cada um desses momentos, obviamente, os atores eram diferentes. Park Jin-young e Lee Ja-in, que interpretam o casal protagonista logo quando se conhecem, foram os que mais me engajaram a história. Apesar a diferença de idade, os dois ficaram adoráveis juntos e me deixaram com um brilho no olhar, o que os outros casais que interpretaram os amantes na fase mais adulta, falharam em fazer.

Joo Jin-mo e Kim Sa-rang não são atores ruins, de forma alguma, mas parece que falta alguma coisa entre os dois. Tirando a química que não é tão forte, ambos dão interpretações bem sólidas. No caso de Joo Jin-mo às vezes é até sólida demais, chegando a dar a impressão que, apesar de ter mais de trinta anos, é um moleque mimado que não está acostumado a não ter o que quer. Ao menos o próprio personagem se reconhece como sendo imaturo, às vezes.

No geral, é um dorama muito bom, só não é daqueles que você assiste em uma semana, já que tem que investir uma hora de seu tempo por capítulo. Mas você não irá se arrepender ;)

Nerd: Beatriz Napoli

Devoradora de livros, publicitária apaixonada, tem dois pés esquerdos e furtividade 0 para assaltar a geladeira de madrugada. Se apaixona por personagens fictícios com muita facilidade, mas não tem dinheiro para pagar o psiquiatra que obviamente precisa.

Share This Post On