Um Limite entre Nós (Fences) – Crítica

Olá, como vocês estão?!

Por aqui anda tudo tranquilo!

Muitas estreias, muitas cabines e muitas críticas. A de hoje é sobre o filme Um Limite entre Nós (Fences).

O filme conta a história de um homem negro e sua família negra estadunidenses que vivem no início dos anos 50 e tentam viver digna e tranquilamente em meio a tanta crueldade e desigualdade social.

fences-vaiola-daves

Troy Maxson é negro, analfabeto, ex-presidiário e trabalha duro para sustentar a família composta por seus dois filhos, sua esposa Rose e seu irmão Gabriel, que é um soldado recém-chegado da Guerra e que sofre com todos os traumas que ela pode deixar. Troy era um talentoso jogador de baseball, mas teve que parar por todos os motivos que um jovem negro e pobre acaba encerrando uma carreira esportiva,  ele carrega essa frustração profissional junto com todos os seus outros problemas.

A trama é construída pela trajetória de Troy, suas escolhas, conflitos internos e externos, suas falhas e por toda a confusão que é sua vida. Que filme lindo! Sério!

O filme é bem longo, acho que chega a quase 2h30 de exibição e você fica preso a ele, atento, e no meu caso, chorando um tantinho. Apesar de toda carga dramática, ele é leve, bonito, poético! Nos faz refletir sobre tudo: nossos laços pessoas, nossas escolhas e principalmente em como a sociedade era muito escrota e ainda é.

Eu assisti à história de uma família negra do início dos anos 50 nos EUA e me dói muito saber que algo tão absurdo e cruel pode ter acontecido um dia e que quase 70 anos depois praticamente as mesmas coisas ainda acontecem! Que horror! Que triste todo esse preconceito e desigualdade, não é?!

Um Limite entre Nós é uma adaptação de uma peça de teatro que tem o mesmo nome e que foi montada, dirigida e interpretada por Denzel Washington, que mais uma vez, dirige e interpreta na película! E arrasa demais na atuação do Troy. Anteriormente ele foi premiado pela peça e agora o filme concorre a 4 Oscar, e já levou para casa Globo de Ouro, SAGA e BATFA por conta da grandiosa interpretação de Viola Davis!

Fences

Sim, Denzel você está demais, arrebentou, o filme é ótimo, sua atuação é incrível, MAS O QUE É VIOLA DAVIS, MINHA GENTE?!

Ela ganhou e está concorrendo na categoria melhor atriz coadjuvante, mas juro, ela roubou o papel! Tanto que vivo me confundindo e acho que ela está concorrendo na categoria de melhor atriz. Sério, tem uma cena específica, que se você ver o filme saberá qual é – cena a qual faz com que valha a pena o preço de qualquer ingresso e todos os prêmios que Viola pode e poderá, ainda, levar para casa!

Domingo estarei com pipoca, assistindo ao Oscar e torcendo por essa mulher maravilhosa!

Um Limite entre Nós está em cartaz em todo Brasil.

Nota-do-crítico-5

Concorra a SORTEIOS SEMANAIS de JOGOS, LIVROS E HQs se  inscrevendo na nossa Lista VIP!

Nerd: Natalia Contave

Natalia Contave, sou eu! A maluca com tatuagem de Harry Potter que ama cinema e literatura, e quando junta os dois, fica melhor ainda! Trabalho escrevendo, me divirto escrevendo, então, vamos fazer isso! Veremos uns filmes, leremos umas coisinhas e depois conto tudo por aqui! ;)

Share This Post On